Casacor Pernambuco 2019

Romero Duarte assina o espaço Estar com Gourmet Adega, ambiente que traz um conceito contemporâneo, sofisticado e atemporal, marcas registradas do escritório Romero Duarte e Arquitetos. O espaço é uma sala de estar com gourmet e adega, que busca apresentar aos clientes uma área aberta, unificada, aconchegante e disruptiva para receber amigos e familiares.

O ambiente traz uma generosa área de living onde ficam as poltronas no modelo Presidencial, de Jorge Zalszupin, as belíssimas esculturas Tramas, e quadro Galo do artistas Joaquim Tenreiro. Outras obras também ganham destaque no projeto, como as esculturas exclusivas e únicas do espaço de jantar, feitas por Emanoel Araújo, em Jacarandá maciço, além da mesa de formas curvas da Casapronta, que traz fluidez para o espaço estimulando interação entre as pessoas e é uma verdadeira obra de arte.

Casacor Pernambuco 2019
Casacor Pernambuco 2019 – Crédito das fotos: Walter Dias

O mobiliário da área gourmet ajuda a entregar um ambiente integrado, marcado por um grande pórtico, envelopado pelo papel de parede em linho branco da Orlean, onde a bancada de bar, junto com banquetas Pat, de design autoral do arquiteto, se relacionam com móveis feitos em laca preta fosca, aliados ao desenho da palha pintada em preto da Florense e arrematada pela adega, também feita sob medida com MDFs da Arauco pela Adegga, exclusivamente para o ambiente, contornando a mesa de jantar com um espaço para degustar vinhos e drinks.

No piso foi usado o deslumbrante Quartzito Macaúbas, raro na região de Pernambuco. O material foi fornecido pela Marmorart, e une todos os tons bases do ambiente, sendo também um dos partidos para a escolha da paleta de cores.

Outro ponto forte é o painel em madeira Peroba Mica Oscuro da Indusparquet, o elemento agrega sofisticação e aconchego ao espaço. Além dos tons neutros, o azul aparece com força no grande tapete de seda da Adroaldo. A cor foi escolhida por trazer a descontração exigida pelo ambiente, assim como a luminária escultural customizada e utilizada no espaço, que une a rusticidade e sofisticação aqui representados pelo galho e a luminária da Studiolamp.

Casacor Pernambuco 2019
Casacor Pernambuco 2019 – Crédito das fotos: Walter Dias

O espaço externo une a brutalidade dos vergalhões e da estrutura em aço corten à delicadeza das plantas, através dos seus tons avermelhados com paisagismo da Villagarden, trazendo como elemento de expressão a escultura de Wandenkolk Tinoco. Os móveis da área externa, da Tidelli, seguem o mesmo estilo representados pelos tons pretos e ferrugem.

Todo o espaço é contemplado com tecnologia de automação, executada pela Morhar, sendo possível controlar todas as luminárias, ar condicionados da LG e as belas cortinas da Uniflex, que conseguem com sua transparência e delicadeza deixar permeável a visão para o exterior, o que é sempre um ponto positivo.

Casacor Pernambuco 2019
Casacor Pernambuco 2019 – Crédito das fotos: Walter Dias

O resultado do espaço Estar com Gourmet e Adega agrada a todos os visitantes que passam pela 22ª edição da CASACOR Pernambuco. Vale ressaltar, ainda, que essa é a 21ª participação do escritório na mostra, sinal de que o trabalho sempre moderno e desafiador da equipe consegue sempre apresentar tendências inovadoras e alimentar a curiosidade do público com projetos sempre criativos e originais.

Casacor Pernambuco 2019

A arquiteta responsável pelo Novo Quintal é Adriana Diniz, que se inspirou no resgate do brincar livre para criar o projeto presente na 22ª edição da CASACOR Pernambuco. Através de um espaço seguro e criado para estimular o sonho e a criatividade, no Novo Quintal as crianças são livres para desenvolver, explorar, descobrir e brincar com autonomia.

Segundo a criadora do projeto: “Priorizamos o contato da criança com a natureza sem a interferência de brinquedos eletrônicos, e sem a imposição de como a brincadeira deve acontecer”. Essa liberdade é o diferencial do espaço, que também ajuda a integrar pais e filhos.

Entre os materiais utilizados na ambientação, a prioridade da arquiteta foi por utilizar materiais de fácil manutenção: porcelanato no piso interno, piso cimentício intertravado e grama na área externa, madeira Pinus de reflorestamento e laminados nos móveis e alguns equipamentos, metalon e cordas.

Casacor Pernambuco 2019
Casacor Pernambuco 2019 – Crédito das fotos: Anderson Freire

O Novo Quintal apresenta uma área de 76m² e traz uma paleta de cores com predominância de tons como amarelo, turquesa, verde, rosa, cinzas, entre outros. A ideia é estampar a identidade visual do espaço através da paleta, além de criar uma composição harmônica com os brinquedos populares que se destacam no ambiente.

Os brinquedos, por sinal, foram concebidos por designers brasileiros, bem como brinquedos não estruturados, quase todos feitos em madeira. Já o mobiliário foi desenvolvido com foco em equipamentos sensoriais e motores exclusivos para crianças de diferentes faixas etárias.

“Construímos uma parede de porcelanato para as crianças pintarem livremente, tanquinhos para as crianças lavarem as mãos com autonomia, hortinha, balanço preso na árvore, camarim com fantasias, casinha de brincar, piscina de bolinhas, tanque de areia colorida e um mini ateliê de artes”, conta a arquiteta.

Para atender aos diversos tipos de atividades desenvolvidas espaço, Adriana por uma iluminação que proporciona um conforto visual sem dramaticidade com pendentes na área do mini ateliê, trazendo aconchego e embutidos de lâmpadas dicroicas Led, sancas (fitas de Led), e plafons na área interna, além de refletores na área externa.

Casacor Pernambuco 2019
Casacor Pernambuco 2019 – Crédito das fotos: Anderson Freire

Vale ressaltar que Adriana sempre prioriza vivências artísticas em seus projetos itinerantes, e o Novo Quintal segue essa tendência com as obras do artista plástico Manoel Quitério. Todo o projeto foi inspirado nas teorias e premissas do Novo Quintal, casa de brincar, que desde 2017, através de vivências lúdicas e educativas, vem trabalhando questões fundamentais ao amadurecimento infantil.

O resultado foi exatamente o esperado pela arquiteta: “Acredito que conseguimos desenvolver um lugar que transmite acolhimento, diversão, ludicidade e criatividade para as crianças e suas famílias”, comenta Adriana.

Durante toda a mostra, o Novo Quintal também disponibilizará atividades lúdicas e educativas, que foram desenvolvidas para crianças desde os 6 meses até os 12 anos. As atividades exploram o espaço com areia, a hortinha – estimulando a sustentabilidade -, a parede para pintar, o ateliê de atividades, camarim com fantasias, casinha de brincar, piscina de bolinhas, circuitos motores e sensoriais, brinquedos populares e não estruturados.

Cada cantinho do projeto foi, de fato, pensado para estimular o sonho e a criatividade dos pequenos e suas famílias.

Casacor Pernambuco 2019

A mostra de arquitetura CASACOR Pernambuco 2019 chega na sua 22ª edição, e traz para Recife um circuito especial assinado pelo arquiteto Mário Santos. A proposta é apresentar ao público as principais tendências do mercado em diversos campos da arquitetura, design de interiores e paisagismo.

Para a edição de 2019, que novamente acontece no Casarão 17 de Agosto, o circuito com mais de 5 mil m² apresenta aos visitantes 37 ambientes diferentes, criados por mais de 60 profissionais e 86 parceiros. Todos os ambientes são inspirados pelo tema “Planeta Casa”, a fim de explorar os pilares da sustentabilidade, da tecnologia e do afeto.

Ao todo, são 52 dias de evento (de 14 de setembro a 03 de novembro), que além de discutir os temas propostos ainda oferece uma programação cheia de outras atividades e opções para o público, como eventos de gastronomia, conteúdo, saúde, experiências, reuniões corporativas, atrações culturais e ações sociais.

A estrutura da mostra

A CASACOR PE 2019 surpreende por um roteiro diferente do apresentado em 2018, com alterações desde o posicionamento do acesso – que ganhou um belo mural de boas-vindas com 70m² assinado por Derlon Almeida. 

O interior do casarão da década de 1930 também traz novidades, sendo ocupado por ambientes que simulam diferentes estilos de salas: para jantar, sonhar, estar, ouvir música, ler, beber vinho, relaxar ou conviver com a família.

Fora da casa, na área externa, o roteiro de convivência vem também com muitos ambientes diferenciados:

  • Café Santa Clara
  • Joalheria ME/Por Duda Queiroz
  • Living Coral
  • Espaço Gourmet da Copergás
  • Restaurante Vivix
  • Office Bar Stella Artois
  • Cine Prime Zafiro
  • Loja de Artesanato Sebrae e Centro de Artesanato de Pernambuco
  • Livraria da CEPE
  • Casa Conectada LG
  • Loft Morhar
  • Espaço Zen da Deca e mais.

Para quem deseja aproveitar a CASACOR PE 2019 para fazer bons encontros e criar networking com outros profissionais, vale mesmo ficar de olho na área externa do evento. E por falar em área externa, o Plaza Shopping recebe um espaço especial e instagramável, assinado pelo artista Raoni Assis, em homenagem ao paisagista Roberto Burle Max.

Sustentabilidade em foco

A CASACOR Pernambuco segue o tema nacional de todas as mostras em 2019, “Planeta Casa”, que aproveita para discutir um assunto de extrema importância para o mundo todo: a sustentabilidade.

O conceito também explora a ideia de termos cada vez mais a tendência de tratar o lar como um universo particular, onde as mudanças e conexões surgem e transformam o entorno e a comunidade.

Além das discussões que o próprio roteiro propõe, a mostra oferece workshops, ações, palestras, aulas, bate-papos, lançamento de produtos e confraternizações para debater como podemos integrar sustentabilidade e tecnologia para um futuro (e também um presente) mais equilibrados.

Confira todos os ambientes da CASACOR Pernambuco 2019

Com mais de 60 profissionais envolvidos, os 37 ambientes da CASACOR Pernambuco 2019 trazem diferentes estilos e inspirações, sempre contribuindo para a criação de espaços modernos e aconchegantes ao mesmo tempo.

Confira como são os ambientes da CASACOR Pernambuco 2019:

1. Bilheteria e Lounge de Entrada

O espaço Bilheteria e Lounge de Entrada, da DiP Studio Arquitetura, oferece um ambiente com natureza e arte, mesclando plantas, troncos retorcidos e telas de artistas pernambucanos, tudo baseado em uma paleta cinza próxima ao cimento queimado.

2. Sala de Receber

Criada pela Nejaim Azevedo Arquitetos Associados, a Sala de Receber é um espaço confortável e convidativo, seja para bater papo com os amigos ou realizar outras atividades de entretenimento, com destaque para a inspiração de floresta tropical na parede.

3. Sala do Sonhar

O projeto da dupla Turíbio e Zezinho Santos propõe um ambiente contemporâneo que inspira reflexão. Segundo os próprios arquitetos, “o espaço é onírico”, o que fica evidente com o papel de parede de nuvens.

4. Varanda do Salão

Projetada pelo Estúdio Noi Arquitetura, a Varanda do Salão é um ambiente contemporâneo, aconchegante e muito versátil, possibilitando a exploração de diversas atividades com a família e os amigos. O tom verde folha combinado aos itens com texturas naturais resgatam a ligação com a natureza.

5. Sala de Jantar

A arquiteta Marylia Nogueira assina a Sala de Jantar minimalista e extremamente convidativa, com mobiliário contemporâneo, cores suaves e decoração simples e elegante em integração com as luminárias de Jader Almeida e peças artísticas de Daniel Cavalcanti e André Nobrega.

6. Sala do Vinho

A Sala de Vinho criada por Carol Azevedo e José Roberto Gouveia funciona tanto para receber amigos, quanto para um encontro a dois, uma vez que a iluminação e a disposição da sala dá um ar até romântico ao ambiente. A parede utilizada para armazenar as garrafas de vinho ajuda a otimizar o espaço, além de criar formas e texturas.

7. Sala de Convívio

A proposta da Sala de Convívio de Ju Nejaim Arquitetura é ser um refúgio para toda a família. O espaço também faz conexão com a natureza através de uma composição de fotos de Bruno Lima, que formam a copa de uma árvore. Da mesma forma, as cores escolhidas – branco, verde escuro e a madeira –  reforçam a inspiração.

8. Sala de Estudos do Casal

Carolina Bonetti é a mente por trás da Sala de Estudos do Casal, que funciona como um home office moderno ou para outras atividades que aprimoram os conhecimentos. O mobiliário solto é um diferencial arrojado, enquanto as janelas garantem uma iluminação natural importante para ambientes com essa proposta.

9. Terraço Ametista

O espaço minimalista criado por Juliana da Mata brinca com a sensação de “caixa de vidro e madeira”, também trazendo elementos da natureza para o ambiente que mescla deck, piscina, gourmet e jardim e estar, totalizando 150m².

10. Sala Motriz

A sala versátil de convivência criada por Albuquerque + Malvim Arquitetura destaca arte e literatura com uma atmosfera de paredes envelopadas por painéis de madeira, que conferem um ar atual e simétrico com a iluminação pontual.

11. Sala Ilha do Ferro

A Sala Ilha do Ferro é uma bela homenagem de Clarissa Lopes à arte popular brasileira. O nome, inclusive, é o mesmo de um povoado do interior de Alagoas, do qual a arquiteta tirou a inspiração para o ambiente bucólico que mescla o contemporâneo e o primitivo.

12. Sala de Brincar

A Sala de Brincar foi projetada pelo Studio M2 Arquitetas com a intenção de criar um espaço onde pais e filhos possam passar mais tempo juntos. Os detalhes do ambiente procuram estimular a criatividade dos pequenos, enquanto cria uma sensação de bem-estar para todos.

13. Sala Íntima

Projetado pela Casa Arquitetura, a Sala Íntima busca resgatar memórias afetivas dos moradores. Por isso mesmo o ambiente traz uma atmosfera mais neutra e equilibrada, podendo funcionar para diferentes pessoas.

14. Sala do Profeta

A C&D Arquitetura apostou em uma sala especial para apreciar um bom vinho, inspirada no jogador de futebol Hernanes. A paleta de tons terrosos, além de elementos em madeira, pedras naturais e o couro verde dão um toque rústico em meio à sofisticação.

15. Loft do Campo

Aproveitando o hype de instalações em contêiner, o loft propõe uma construção funcional e sustentável, trazendo treliças em MDF e revestimento em madeira. Mesmo quem não está acostumado a ambientes deste tipo vai adorar o espaço. O projeto é assinado por AS FERREIRAS Arquitetura.

16. Loft Raízes

O Loft Raízes, criação de Ademar Leão Arquitetura, traz um conceito moderno e contemporâneo baseado na características do sertão nordestino. O espaço inclui peças do Mestre Aprígio, além de elementos rústicos, como o cimento queimado e madeira.

17. Garagem Gourmet Lexus

As mentes da dupla Daniela Pessoa e Fabíola Occenstein criaram um espaço que além de uma garagem, integra design e arte ao ambiente, que muitas vezes não ganha atenção na casa. O projeto mixa natureza e tecnologia com harmonia.

18. Joalheria ME

Elisa Coelho Arquitetura é responsável pelo incrível projeto da Joalheria ME, que brinca com pesos e preenchimentos através de elementos verticais nas paredes. As linhas verticais, por sinal, reverberam em outros detalhes do espaço. Elegância e atemporalidade são as principais características desse ambiente.

19. Living Coral

Ana Cristina Cunha criou uma área para reunir familiares e amigos para compartilhar boas refeições e conversas em um ambiente marcado pela paredes goiabada e cimento queimado. Mais moderno e requintado impossível!

20. Refúgio Arbor

Criado por Paulo Carvalho/Selvagem e Luiz Nogueira, a proposta deste “cantinho” é mostrar como é possível usar as inovações tecnológicas para criar soluções sustentáveis para a casa, utilizando materiais reutilizáveis como a madeira de reflorestamento, por exemplo.

21. Loft Morhar

As paredes de concreto do Loft Morhar, criado por Rafaella Bittencourt, tornam o ambiente urbano e que ajuda a destacar as obras dos artistas Marcelo Silveira, Márcio Almeida e Marcelo Sofá, mesclando arte e tecnologia.

22. Espaço do Sentir Arauco

A ArqMULTI conseguiu criar um ambiente extremamente equilibrado com materiais rústicos e cores delicadas. Enquanto o mobiliário conta com peças contemporâneas e texturas naturais, as composições brincam com os sentidos, principalmente gerando bem-estar.

23. Cinema Zafiro

Criação do Poligonus Arquitetura, o Cinema Zafiro combina perfeitamente os aspectos necessários para uma boa sala de cinema: luz, imagem e som. A intenção é promover um ambiente ideal para uma boa experiência sensorial vendo filmes.

24. Estúdio da Empreendedora

O Estúdio da Empreendedora, projeto de Amaral Tenório + Arquitetos é uma proposta que reconfigura o espaço feminino fugindo do óbvio. Os ambientes integrados refletem as características da mulher moderna e independente, com tons terrosos para dar maturidade à composição.

25. Restaurante Vivix

O belíssimo projeto Restaurante Vivix é assinado pela Dubeux Vasconcelos Arquitetura, e foi inspirado nos contornos de um cubo mágico, no caso, um cubo mágico de vidro, que integra terraço e um espelho d’água ao ambiente interno. O espaço se destaca pelo paisagismo harmonioso e contemporâneo, além de uma iluminação sem igual.

26. Novo Quintal

A arquiteta Adriana Diniz não economizou nas cores do espaço Novo Quintal, pensado especialmente para estimular o contato das crianças com a natureza. Sem a interferência da tecnologia, a ideia é encorajar o desenvolvimento de habilidades cognitivas, emocionais e motoras nas crianças.

27. Espaço Zen Deca

Clean e homogêneo, o Espaço Zen Deca homenageia o artista plástico recifense Francisco Brennand através da escolha da cor branca, as linhas limpas e geométricas, e a iluminação das peças, além das tramas em fibra natural, que dão um toque artesanal ao lugar.

28. Office Bar CasaCor

Em apenas 33 m², o projeto de Diogo Viana Arquitetos aposta em tons corais combinado a um mobiliário corporativo e flexíveis. Além do bar de apoio, a parede em alto-relevo é feita com peças cimentícias hexagonais.

29. Loja de Artesanato

Esta ideia de uma loja de artesanato projetada por Ana Maria Pedroz trabalha com um jogo de vitrines muito convidativo para os clientes. A composição de materiais neutros e traçado simples ajuda a destacar as peças de artesanato Pernambucano espalhadas pelo ambiente.

30. Copergás Gourmet

O moderno ambiente Copergás Gourmet foi criado pelo PORTONEVES Arquitetura. O ponto forte do projeto é o destaque para a arte atribuída à parede principal, em diferentes tonalidades de azul que se estende até o teto. 

31. Estar com Gourmet e Adega

Romero Duarte e Arquitetos criou um living agradável e acolhedor, cuja disposição dos é toda feita a partir do destaque do sofá em L. A mistura de cores e estruturas completam a área gourmet, que se integra a uma bancada de bar e adega.

32. Lavabo da Praça

O banheiro funcional criado por Gabriela Coutinho mostra que os banheiros também podem ser espaços operacionais, criativos e, especialmente, que podem sim fugir de projetos tradicionais integrando peças contemporâneas ao ambiente.

33. Projeto Luminotécnico Jardim

O Projeto Luminotécnico Jardim, de Bruna Melquíades tem como objetivo valorizar a obra de Derlon, por isso a iluminação do espaço é tão importante. A valorização do paisagismo e o espelho d’água também destacam as copas das árvores centenárias.

34. Casa Conectada LG

Apostando na mistura entre regionalismo e tecnologia, a MZ Arquitetura traz para a Casa Conectada LG a mistura de texturas com itens pedra, palha, planta, fibras e madeira natural, plantas nativas e fibras. A ideia é que o espaço seja também um convite a uma vida mais saudável e conectada com a natureza.

35. Livraria CEPE

Para receber o especial acervo da Companhia Editora de Pernambuco, a Baaus Arquitetos, em projeto assinado por Aline Fernandes e Bárbara Morato, tem inspiração na figura do oleiro, por isso, o barro acaba sendo um material usado no espaço de forma criativa, reforçando a conexão com elementos regionais.

36. Café Santa Clara

Simples e receptivo, o espaço desenvolvido por Sandra Bione Arquitetura promove uma experiência, em que os visitantes possam tirar um tempo para apreciar os sabores e aproveitar o momento. São 40 m² de sustentabilidade e valorização do bem receber, que ainda contam com obras da artista plástica Anna Guerra. 

Sobre a CASACOR

Pertencente ao Grupo Abril, a CASACOR é reconhecida como a maior e melhor mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas. O evento reúne, anualmente, renomados arquitetos, decoradores e paisagistas e em 2017 chegou à sua 31ª edição em São Paulo, com 20 praças nacionais (Alagoas, Bahia, Balneário Camboriú, Brasília, Ceará, Espírito Santo, Franca, Florianopólis, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo), e mais seis internacionais (Miami, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai e Peru).

unnamed 4 897x494 - Anote as dicas para montar uma Varanda Gourmet

As varandas são responsáveis por imprimir um ar de liberdade aos dias corridos das pessoas. Grandes ou pequenas, elas são verdadeiros coringas dentro dos apartamentos. Mas já pensou em unir um espaço agradável a boa gastronomia e diversão? Cada dia cresce mais a inserção das famosas varandas gourmets, por isso separamos algumas dicas da arquiteta Karina Korn para você que está pensando em montar um espaço como esse na sua casa.

Pegue um bloquinho e anote as dicas!

Estilo da varanda:

varandas gourmets foto divulgação
As varandas são responsáveis por imprimir um ar de liberdade aos dias corridos das pessoas (Foto: divulgação).

“É importante que a decoração da varanda gourmet converse com o restante da casa. Isso pode ser feito de diversas formas, a mais comum sendo o uso da paleta de cores análogas”. Outra dica que Karina destaca está relacionada à integração visual com a nivelação do piso. “Uso o mesmo piso no living e varanda e também considero o uso portas de vidro”, conta. Assim, os ambientes se conectam quando necessário, mantendo sua independência estrutural.

Churrasqueira:

varandas gourmets ( Foto: divulgação).
As varandas se tornaram um espaço agradável que alia boa gastronomia e diversão (Foto: divulgação).

“Cada tipo de varanda gourmet tem um modelo de churrasqueira mais apropriado para o seu espaço e configuração. O modelo com carvão costuma ser o preferido de quem gosta de uma boa carne e oferece uma boa durabilidade. Apesar disso, requer uma série de soluções para escoamento da fumaça intensa que produz, como dutos e circulação de ar. Já a churrasqueira elétrica, tipo grill, é mais moderninha, além de compacta e portátil. Precisa apenas do ponto de alimentação de energia elétrica e de uma bancada para habitar”.

Bancadas:

varandas gourmets foto divulgação
Grandes ou pequenas, as varandas se transformaram em verdadeiros coringas dentro dos apartamentos (Foto: divulgação).

“Não existem elementos obrigatórios na varanda gourmet. O definidor é sempre a prioridade do morador, queira ele um espaço para churrasco, para tomar cafés, ou apenas para confraternização. Apesar disso, a bancada é sim um requisito para o ambiente ideal. Nas varandas pequenas, ela substitui a mesa de refeições, reunindo quem cozinha e os convidados acomodados em suas charmosas banquetas. De acordo com a metragem, ela pode vir acompanhada ou não de cooktop e pia. Quando há mais espaço, a bancada convive bem com mesas nas mais diversas configurações, assumindo o papel de espaço para finalização de preparos e estação de equipamentos, com bar de café ou frigobar, por exemplo”.

Dica extra:

“Tijolinhos trazem a sensação de aconchego e, junto de plantas, por exemplo, aproximam esse espaço da decoração de um ambiente externo. Jardins verticais aliam a otimização da varanda à beleza dos elementos naturais, enriquecendo o ambiente. A madeira é outra aliada e está presente em móveis como a mesa de jantar ou de apoio. O material ainda pode aparecer nos revestimentos, por meio do uso de porcelanatos que imitam seus tons e texturas, com a vantagem da resistência aos respingos de água e gordura que podem acontecer durante o preparo de alimentos”.

 

SIM HOME OFFICE A ESCOLHA DA COR 897x494 - Confira as dicas de como renovar o home office

Uma realidade que vem crescendo no país é o número de pessoas que trabalham em casa. E para deixar a nova forma de trabalho confortável para o trabalhador, separamos dicas que vão ajudar você a reformar o seu espaço. Anote aí!

 

Escolha o lugar

Africa Studio / Shutterstock.com
Escolha um local tranquilo da casa para trabalhar (Foto: Africa Studio / Shutterstock.com).

Na hora de escolher o espaço que você irá passar horas trabalhando, pense em um local onde o risco de ser interrompido será menor. Afinal, manter o foco é primordial.

Cuidado com a luz

Artazum / Shutterstock.com
A iluminação merece atenção (Foto: Artazum / Shutterstock.com).

Iluminação é primordial. Se no ambiente existe janelas, já é uma boa forma de evitar o consumo de energia em excesso e aproveitar a luz natural. Opte por uma iluminação direta e funcional.

A escolha da cor

BONNINSTUDIO / Shutterstock.com
Faça uso de cores no seu ambiente de home office(Foto: BONNINSTUDIO / Shutterstock.com).

A cor irá variar de acordo com a sua preferência. Tons como azul e verde, ajudam na concentração, já o amarelo e laranja estimulam a criatividade. Nesse segundo ponto, você pode investir nessas cores através de objetos decorativos.

Mude a posição da mesa

sirtravelalot / Shutterstock.com
Busque o lugar  ideal para a sua mesa de trabalho (Foto: sirtravelalot / Shutterstock.com).

Repensar a posição dos móveis é uma tarefa importante. Na hora de procurar o local ideal para a mesa de trabalho, a dica é buscar uma posição onde a luz natural consiga iluminar sem que atrapalhe o usuário com excesso de luz durante o dia.

Aposte em nichos

gpointstudio / Shutterstock.com
O uso de nichos é uma boa opção no home office (Foto: gpointstudio / Shutterstock.com).

Itens como caixas organizadoras e cestos ajudam na hora de encontrar fácil algum documento ou item de trabalho. Os nichos também se encaixam bem na hora que você for decorar o espaço.

Ergonomia nas cadeiras

LStockStudio / Shutterstock.com
Escolha a cadeira que se encaixe no contorno da sua lombar.(Foto: LStockStudio / Shutterstock.com).

A cadeira precisa ser confortável e deixar a sua coluna ereta. Modelos com regulagem são uma boa opção para ajustar o tamanho conforme a estatura de cada pessoa. De preferência, escolha um modelo estofado e que se encaixe no contorno da sua lombar.

 

Ambiente leve

Photographee.eu / Shutterstock.com
Opte por elementos decorativos, como pequenos objetos multifuncionais e plantas (Foto: Photographee.eu / Shutterstock.com).

Um home office deve ser agradável, aconchegante e com a personalidade do usuário. Opte por elementos decorativos, como pequenos objetos multifuncionais e plantas.

 

 

*Procure um arquiteto e desenvolva o melhor projeto para você.

CASA DE CAMPO por ANA CRISTINA CUNHA FOTO ROGÉRIO MARANHÃO 1 897x494 - Arquitetura sustentável: novas práticas de sucesso

Arquitetura tem muito a ver com o espaço e a vida das pessoas. E traz reflexos da (e na) comunidade. A sentença da arquiteta Fernanda Durães traduz a preocupação com o conforto e a sustentabilidade nos projetos que assina. E esses cuidados com o meio ambiente e os reflexos que uma interferência possa deixar para as futuras gerações são cada vez mais presentes na arquitetura. E se destacam na pauta da arquitetura sustentável.

arquitetura sustentável
Telhado eco produtivo na Comunidade dos Pequenos Profetas (Foto: Divulgação)

Fernanda é a autora do projeto que implantou o telhado eco produtivo na ONG Comunidade dos Pequenos Profetas, no bairro de São José, no Recife. São 19 canteiros, numa área de 400 m ², com vista privilegiada para o Cais José Estelita e o rio Capibaribe.

Para vencer os obstáculos de lidar com uma edificação antiga e driblar a inclinação do telhado, Fernanda usou madeira certificada de forma escalonada. “Fizemos toda a parte da estrutura em patamares de escada e em cada patamar fizemos canteiros. Aproveitamos também para fazermos uma coberta. Na parte superior da cumeeira trabalhamos uma área plana também na madeira. Houve ainda a preocupação do aproveitamento da energia solar. Então colocamos painéis de captação, já que o Recife é uma cidade de muita incidência de luz forte”, explica.

pequenos profetas
Projeto da arquiteta Fernanda Durães (Foto: Divulgação)

É também da arquiteta o projeto da Ecogreen, também voltada à sustentabilidade no Recife. Ao mudar-se para uma nova casa, a empresa buscou aliar ainda mais os conceitos trabalhados junto aos clientes para ir de encontro à sua filosofia. O local, então, foi repaginado com base na arquitetura sustentável.

projeto
Empresa teve sede repaginada com sustentabilidade (Foto: Divulgação)

“Tudo tem o toque sustentável e do bem estar. Na planta exploramos o conceito de todos estarem vendo todos. Colocamos como acústica, na sala de reuniões, um musgo vegetal que passou por um processo de estabilização, substituindo a selva por glicerina e corantes alimentícios naturais. Eles não precisam de luz, nem água, nem fertilizante, nem terra. Suportam variação de temperatura e são hipoalergênicos”, detalha.

projeto sustentável
Móveis foram produzidos em madeira pallets (Foto: Divulgação)

Na ambientação, foram usados móveis projetados em madeira de pallets (reciclados, reaproveitados), com o selo GBC. “Trabalhamos também com OSB – que é um painel de madeira de reflorestamento (como um compensado), resistente, estável, com isolamento térmico-acústico, dá textura ao ambiente e é resistente ao fogo”, conta Fernanda.

 

Sustentabilidade no campo

Em  Gravatá, agreste de Pernambuco, a arquiteta Ana Cristina Cunha uniu charme e responsabilidade com o meio ambiente na casa de campo de uma família apaixonada pela natureza e aberta às visitas dos amigos. A proposta era ampliar a casa valorizando o verde em volta, então ela apostou na preservação das árvores e na construção de um telhado em madeira de reflorestamento para permitir a comunhão com a paisagem da serra e a luminosidade natural.

ana cristina cunha
Casa reflete estilo dos proprietários em Gravatá (Foto: Rogério Maranhão)

Para atender a uma família que adora receber e queria ampliar a casa valorizando a natureza, a arquiteta Ana Cristina Cunha apostou na preservação das árvores e na construção de um telhado em madeira de reflorestamento para permitir a comunhão com a paisagem da serra e a luminosidade natural.

projeto em gravatá
Iluminação e ventilação ajudam a poupar energia (Foto: Rogério Maranhão)

O altíssimo pé direito onde a madeira é a estrela valoriza ainda mais a sala de jantar e o living principal onde peças de artesãos pernambucanos entram em diálogo com obras de arte e mobiliário com design assinado.

Gravatá
Projeto de Ana Cristina Cunha (Foto: Rogério Maranhão)

Na área externa, foi construída uma piscina de borda infinita com deck, uma área gourmet onde fica a adega e ainda um solarium que preserva duas árvores, trazendo aconchego e interação total com a natureza. “Nós projetamos exatamente dessa forma para que a árvore continuasse a fazer parte da casa. Apesar das temperaturas amenas de região, o clima também é árido e as árvores quebram essa aridez”, explica Ana Cunha.

 

Escolhas técnicas

Para a arquiteta potiguar Viviane Teles, criar, planejar, projetar com responsabilidade ambiental e consciência cidadã recai sobre escolhas técnicas pautadas no conhecimento daquilo que se pode conseguir usando as oportunidades e as condições ambientais e naturais disponíveis, em cada lugar, em cada situação. É simples? “Se não fosse os antigos não teriam sobrevivido tão bem, nem deixado um legado grande e rico desse conhecimento”, diz. Ela também se dedica a projetos que têm a pegada da arquitetura sustentável.

arquiteta potiguar
Viviane Teles buscou responsabilidade ambiental no projeto do restaurante Camarões (Foto: Divulgação)

Começando por alvenarias, ela destaca as boas possibilidades trazidas pela argila, pedra, areia. “As consequências do uso de cada um são refletidas, diretamente, no condicionamento térmico e acústico adequado de cada edificação. Usar um processo natural e simples como o superadobe, pode ser a solução para climas aonde o isolamento acústico seja necessário”, esclarece.

projeto em Natal
Alvenaria gerando proteção contra ruídos (Foto: Divulgação)

Assim foi no seu projeto do restaurante Camarões, em Natal (RN). Lá, onde a base foi a arquitetura sustentável, a alvenaria gerou proteção contra o ruído externo e, para o interno, a arquiteta utilizou uma espuma acústica feita a partir de algodão natural, vaporizado diretamente na laje.

“Há uma quantidade gigante de possibilidades, que a natureza oferece. Só precisamos estudar e testar. Ainda no Camarões, o piso (hoje substituído) foi feito de argila com um material agregante, pela própria mão de obra”, lembra.