Jogo de contrastes no Lavabo da Praça

Casacor Pernambuco 2019

É da arquiteta Gabriela Coutinho o projeto Lavabo da Praça, cujo conceito explorado foi o jogo de contrastes e a busca para entregar ao visitante não apenas um ambiente funcional, mas também uma experiência atípica em um espaço quase sempre pouco valorizado – o banheiro.

Ao longo dos 35m² do ambiente foram utilizados 4 elementos principais: cobogós em concreto na fachada, PVC cinza nas paredes e no forro, marcenaria preta fosca na caixa central e o piso, também na cor preta, com pedras similares ao ladrilho hidráulico.

A paleta de cores destaca o cinza e o preto. Segundo a arquiteta, a escolha das cores predominantes tem a intenção de aumentar o contraste do espaço. O mesmo vale para o uso de texturas nas paredes e no piso, que diferem e destacam a inovação da estética no Lavabo da Praça. O ambiente ficou tão sofisticado e contemporâneo, que é até mesmo bem fácil esquecer-se que se trata de um banheiro.

Entre os objetos feitos por designers brasileiros e agregados ao projeto estão grande parte dos itens da cenografia da bancada principal, assinados por Jaqueline Terpins. Além disso, o Toy Bear da Kartell & Moschino, de Jeremy Scott ganha destaque em meio ao cenário, enquanto a cadeira Torno, de Gustavo Bittencourt, também alcança uma função escultórica no espaço, assim como a infinidade de livros garimpados em sebos e que estão espalhados por todo o ambiente.

Casacor Pernambuco 2019
Casacor Pernambuco 2019 – Crédito das fotos: Denilson Machado

Entre o mobiliário desenvolvido com exclusividade para o Lavabo da Praça, apenas a bancada das cubas foi criada pela arquiteta, e feita em marcenaria preta. O móvel ressalta a classe de peças com linhas retas e é extremamente funcional graças ao seu tamanho, que valoriza o ambiente ao mesmo tempo em que comporta o necessário.

Quanto à iluminação, Gabriela destaca que ela foi toda pensada para focar nos vasos, cubas e objetos cenográficos, e não exatamente no espaço. No entanto, as fitas de LED dimerizáveis direcionam o visitante para os corredores adjacentes de uma forma leve e despretensiosa, mas que acaba gerando foco para que o visitante observe o ambiente por completo.

As obras de arte realmente são um dos grandes diferenciais do projeto, e dão um ar de “galeria de arte” ao banheiro. Entre as artes que encontram-se no ambiente há quadros icônicos dos artistas Ramon, Zé Rufino e Fernando Augusto, todos fornecidos pela Galeria Amparo 60, de Recife.

Graças à exploração da tendência de jogo de contrastes, o resultado final obtido com o Lavado da Praça propicia um ambiente intimista, rico nos pequenos detalhes e no jogo volumétrico. Apesar de ser um banheiro funcional, o espaço trás consigo uma sensação de aconchego e leveza, que funciona como um diferencial e tanto para esse tipo de ambiente.

É curioso observar também que a proposta cumpre com a ideia de transformar o banheiro – cômodo nem sempre reverenciado em mostras de arquitetura – em um ambiente que pode, inclusive, servir de inspiração para outros espaços, justamente por utilizar de composição simples e elegantes, e que podem ser conferidas aos mais variados projetos.

Saiba mais em Casacor Prnambuco 2019

Join the discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *