Fotomontagem e Pintura: Galeria Kongan Amaro recebe Felipe Goés e Fabiano Rodrigues

Fotomontagem

A galeria Kongan Amaro,  que irá expor os trabalhos de Fotomontagem de Fabiano Rodrigues e Telas inéditas de Felipe Goés, está situada na maior cidade do país, São Paulo, tendo como ponto marcante a sua diversidade. O portfólio da galeria é composto por artistas conhecidos internacionalmente, dando mais prestígio ao local. Os artistas citados, que farão parte das exposições do segundo semestre de 2019, contam com a curadoria de Ricardo Resende e Ana Carolina Ralston.

O que é fotomontagem: Fabiano Rodrigues 

Fabiano Rodrigues resolveu, através de muito estudo, não só expor o que é fotomontagem, mas também faz um convite reflexivo ao público. Ele resgatou um acervo de 400 fotos diversas, fazendo uma seleção entre imagens de família, eventos sociais e retratos comuns. A coleção fotográfica retrata momentos passados, tendo o material resgatado cerca de 70 anos de vida. É um super convite para uma viagem no tempo. 


“A partir de 400 negativos, Rodrigues desdobra-se em experiências sem abrir mão dos erros. Pelo contrário, põe-se a explorá-los, trazendo à luz uma outra realidade, mais plástica”, reflete Ricardo Resende, curador da exposição

O que é Fotomontagem
Fabiano Rodrigues, fotomontagem com negativos fotográficos antigos, 2019 – Foto: Divulgação.

Sobre o artista

Fabiano Rodrigues nasceu em Santos, litoral paulista, e hoje vive em São Paulo. Transitando entre a colagem, o vídeo e a performance, seu trabalho já foi apresentado em importantes espaços, como o Museu de Arte do Rio de Janeiro, Museu de arte de São Paulo, Estação Pinacoteca e até no  Zacheta National Gallery or Art, na Polônia.

Felipe Goés apresenta telas inéditas abrindo as portas de um mundo em Cataclismo

Pertencente a um universo onírico e caótico, Felipe Goés apresenta uma galeria de tela inéditas onde ele consegue retratar de uma forma única, o mundo em Cataclismo. Ele conta que a inspiração vem de um lugar interno, onde o trabalho começa sem esboço e limitações de partida, tendo a tela em branco, os pincéis e as memórias como as principais ferramentas de inspiração. 


“Há quase um ano tenho migrado meu trabalho para esse lugar imaginário, em um processo constante de renovação que vai das formas à paleta, passando pelas dimensões das obras, que tomam cada vez mais corpo”, explica Góes.

Felipe Goés o mundo em cataclismo
Pintura 335, de Felipe Góes, 2019 – Foto: Divulgação.

Sobre o artista

Felipe Goés, é formado em arquitetura e urbanismo, e tem como ponto principal na elaboração do seu trabalho, a discussão da produção de imagens na contemporaneidade. Já teve seu trabalho exposto em diversos lugares, como  o InstitutoMoreira Salles (Poços de Caldas, 2017) e também Phoenix Institute of Contemporary Art (Arizona, EUA, 2014). Goés também participou de residências artísticas em Phoenix Institute of Contemporary Art (Arizona, EUA, 2014) e Instituto Sacatar (Itaparica, BA, 2012).

Informações gerais

Cataclismo, individual de Felipe Góes
Local: Galeria Kogan Amaro
Curadoria: Ana Carolina Ralston
Visitação: até 6 de setembro
Horário: segunda a sexta, das 11h às 19h, e sábado, das 11h às 15h
Endereço: Alameda Franca, 1054 – Jardim Paulista, São Paulo, SP
Informações: +55 11 3045-0944/0755 | [email protected]maro.com

A verdade está em tudo, mesmo no erro, individual de Fabiano Rodrigues
Local: Galeria Kogan Amaro
Curadoria: Ricardo Resende
Endereço: Alameda Franca, 1054 – Jardim Paulista, São Paulo, SP
Visitação: até 6 de setembro
Horário: segunda a sexta, das 11h às 19h, e sábado, das 11h às 15h
Informações: (11) 3045-0944/0755 | [email protected]

A galeria Kogan Amaro esta sob a gestão do pianista Ksenia Kogan Amaro e do empresário Marcos Amaro e está sempre trazendo luz a arte contemporânea. Vale a pena uma visita.

Gostou do nosso conteúdo? Quer sugerir alguma pauta? Deixa o teu comentário!

Join the discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *