O metal como forma de arte

IMG 1656 897x494 - O metal como forma de arte

A designer Áurea Sacilotto encontrou nos metais uma forma de traduzir beleza, atemporalidade e modernidade. São peças que se fundem com a história da profissional que coloca conceito em cada joia criada. “Eu vejo o metal não como suporte de uma pedra, mas como em estado líquido que vai assumir a forma que eu quiser. Eu desenho, transformo e misturo os metais. Através de cortes, chapas e fios vou construindo a minha joia. Vejo a minha peça de forma escultórica, em uma escala que serve como um adorno para o corpo”, explica Áurea.

designer Áurea Sacilotto foto divulgação
A designer Áurea Sacilotto encontrou nos metais uma forma de traduzir beleza (Foto: divulgação).

O processo de construção é variado. A designer constrói um caminho de forma aleatória e vai desenvolvendo no papel para só então partir para o metal. Fazendo uso do ouro, prata cobre, alumínio, alpaca e bronze, Áurea abusa da mistura desses materiais e vai dando forma a cada peça idealizada. “ A mistura deles me agrada muito. A construção varia de acordo com o metal. O bronze é duro e não aceita que se lamine, então vou ajustando. E o que poderia ser um defeito, é justamente o que uso para criar um efeito do que quero passar na minha joia”, conta.

Áurea Sacilotto foto
O anel Bumer brilhante (Foto: divulgação).

E por falar em erro, foi a partir dessa palavra que surgiu a peça xodó da designer, o brinco da coleção Bumer. Ao guardar a peça feita, no outro dia a designer notou que as suas esferas tinham se encaixado. “ Uma surpresa maravilhosa! Era corte, encaixe… o metal fazendo outro relevo”.

foto divulgação áurea sacilotto
A designer coloca conceito em cada joia criada (Foto: divulgação)

Quando questionada sobre o que a inspira para criar peças tão únicas, ela responde de imediato, “É justamente a possibilidade de ver a joalheria e arte de forma contemporânea. De não está ligado a moda ou de ser uma tendência, e sim, porque vem da construção do desenho, da arquitetura, do tridimensional, das formas que me atraem muito. E o metal é isso, através dele consigo construir minhas mini esculturas que são adornos para o corpo. Esse conceito tem muito a ver com minha formação e vivência. Sou nora do Luis Saciolotto que foi um dos precursores do concretismo no Brasil. A minha primeira coleção foi uma homenagem a ele, seis obras das décadas de 50 e 60 que transformei em mini esculturas para o corpo”.

áurea saciolotto foto divulgação
Áurea desenvolve até hoje uma linha em braile ( Foto: divulgação).

Anualmente Áurea cria duas coleções dentro da própria marca e também para a Pinacoteca de São Paulo e outras grifes. Uma dessas parcerias culminou no desenvolvimento de uma linha em braile. A designer foi aprender o braile para poder criar e dar forma a paz, amor, vida e segredo. Essa produção continua sendo feita até hoje e tem parte de sua venda revertida para a Fundação Dorina Nowill para Cegos.

foto divulgação áurea
A sustentabilidade também está presente no processo de confecção das joias (Foto: divulgação).

A versatilidade de uma peça é um dos pontos que motiva o trabalho da designer. “ Eu gosto muito da junção de diversos metais, de misturar materiais e de fazer com que a peça seja lúdica, no sentido que ela tenha movimento e possibilite muitas formas de uso. Que um colar possa virar uma pulseira ou um cinto”.

 

Sustentabilidade

foto divulgação áurea saciolotto
Áurea estará presente na Feira na Rosenbaum que acontece pela primeira vez no Recife em março (Foto: divulgação).

A sustentabilidade também está sempre presente no processo de confecção das joias. “Todo metal é reciclado. Até o lixo do nosso trabalho é reciclado. Anualmente todo lixo vai para uma recuperadora e volta como metal. Contribuo para diminuir o lixo e transformá-lo em luxo”.

Definição

foto Áurea Sacilotto
A pulseira Viking (Foto: divulgação).

Definir uma joia, é uma tarefa difícil. É como refletir sobre uma tela pintada, as duas são obras de arte e provocam entendimentos diferentes em cada apreciador. Mas quando se fala sobre qual seria a função de uma joia ou obra, fica mais simples se o próprio criador puder explicar a sua representação. “Quando a gente fala de joia, muita gente pensa logo em riqueza e ostentação… Talvez seja essa definição para uma grande maioria, mas a da minha é diferente. É passar uma mensagem de poder do meu próprio desenho. Meu trabalho não tem luxo, ele tem desenho. Minhas peças transmitem uma mensagem de modernidade, de contemporaneidade, de beleza e estética. Essa é a função da minha joia”.

 

Linha Infantil

Áurea Sacilotto foto divulgação
Algumas peças da linha infantil ( Foto: divulgação).

As joias de Áurea também estão presentes no universo infantil. A marca leva seu apelido de criança, Aureca. Lá o mundo lúdico ganha formas de picolé mordido, balãozinho e muitos outros desenhos. A coleção mais recente é a de Alice no País das Maravilhas, os ícones do filme viraram joias coloridas. Tem peças para meninos e meninas.

 

Feira na Rosenbaum

peça Áurea Sacilotto foto divulgação
Uma das peças criadas por Áurea Sacilotto (Foto: divulgação).

Será realizada de 20 a 23 de março na Galeria Amparo 60, em Boa Viagem uma edição da feira que promove o design brasileiro. A Feira na Rosenbaum acontece pela primeira vez no Recife e promete ser um sucesso. A designer Áurea Sacilotto estará presente com muitas novidades. Em exposição, muitas peças de metal com prata, cobre e latão. Brincos que podem ser usados de formas diferentes, assim como colares ajustáveis ao corpo. “Participo há bastante tempo da feira, mas pela primeira vez a marca sairá de São Paulo para ir até o Recife”.

 

Serviço:

Áurea Sacilotto Joias

@aureasacilotto_joias   @aurecajoiasinfantis 

Contato: 11 99179 5550

www.aureasacilotto.com

www.aurecajoiasinfantis.com.br

 

Join the discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *