Varanda integrada: Saiba como aproveitar melhor o seu espaço

Varandas são espaços que integram

Ambientes integrados estão cada vez mais em alta – a união entre sala de estar e varanda principalmente. Em casas ou apartamentos, é possível unir os dois cômodos e proporcionar um espaço maior e mais amplo para agregar reuniões familiares ou convidados em uma festa. Quer saber os benefícios dessa mudança na arquitetura e decoração? Em um lar com crianças pequenas, por exemplo, ter esses ambientes conjugados permite um campo de visão total, traz tranquilidade aos adultos e a liberdade para a brincadeira dos pequeninos na sacada. Para desfazer qualquer insegurança sobre o processo de integração desses ambientes, as arquitetas Danielle Dantas e Paula Passos, do escritório Dantas & Passos Arquitetura, reuniram algumas dicas preciosas. Acompanhe:

Dicas de como ter uma varanda integrada à sala de estar

Em linhas gerais, a integração pode acontecer de forma total ou parcial. A decisão está relacionada ao espaço disponível e ao estilo de vida dos moradores. Sobre a integração completa em edifícios, ainda é preciso verificar com o condomínio se a alteração é permitida. Para começar, você deve retirar as portas originais da varanda e nivelar o piso. “Em nossos projetos, sempre sugerirmos usar o mesmo revestimento para os dois ambientes, pois a decisão ajuda a reforçar a ideia de unidade”, aconselha Paula Passos. Na impossibilidade da remoção e o nivelamento do piso, reposicione os móveis e a marcenaria planejada para facilitar o campo de visão e a circulação rápida entre um espaço e outro.

Dicas preciosas sobre varanda integrada com Dantas e Passos
Ambientes integrados podem aparentar mais espaço – Foto: Divulgação

Procure integrar a varanda com naturalidade

Ao decidir ter uma varanda integrada, saiba que os ambientes devem sempre conversar um com o outro, principalmente quando se busca integração. “Quanto aos revestimentos, a escolha para piso e parede não precisa, necessariamente, ser igual. Mas, com certeza, precisam estar harmonizados entre eles, como por exemplo, nas cores e no conceito para que o resultado final fique bacana”, acrescenta Danielle. 

Varanda integrada deve conversar com ambientes
Ambientes precisam estar precisam estar harmonizados – Foto: Divulgação

Cantinho das crianças na varanda

Ter uma varanda integrada à sala de estar, pode ser bastante interessante para a criançada. Para famílias com filhos pequenos, a proposta das arquitetas é reservar um espaço na sala ou na varanda para eles. O segredo desse canto é fazer um décor com menos móveis e um tapete de fácil manutenção para delimitar, sem que as escolhas interfiram no conceito geral do projeto. “Se quiser e puder investir em uma mesinha com cadeirinhas, é legal colocá-la próximo da mesa de jantar dos adultos, pois facilita a interação na hora das refeições”, finaliza Paula.

Varanda integrada também pode ser espaço para crianças
Crianças podem fazer da varanda lugar de lazer – Foto: Divulgação

Em linhas gerais, arquitetas orientam aproveitar esse espaço da casa que sempre pode ser o melhor lugar para receber alguém, descansar ou usufruir melhor da visão geral do entorno. Busque respeitar os seus sonhos. Acompanhe as etapas do projeto e busque decorar o local com objetos que remetam à sua personalidade. 

Gostou do nosso conteúdo? Quer sugerir alguma pauta? Deixa o teu comentário!

Join the discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *