Quarto do bebê: conforto e criatividade na decoração

Quarto de bebê 2 Poligonus 897x494 - Quarto do bebê: conforto e criatividade na decoração

Na hora de decorar o quarto do bebê, muitas são as ideias. A cor da moda, os elementos clássicos, as inovações, as sugestões vêm aos montes. “Costumo dizer que o melhor projeto é aquele que prioriza os desejos dos pais. Cada projeto é único e deve trazer aquilo que os pais consideram ideal para o filho”, diz a arquiteta Renata Paraíso, da Poligonus.

quarto do bebê traz cores vibrantes
Cores vibrantes imprimem vivacidade ao quarto do bebê (Foto: Divulgação)

Juntamente com os sócios Manoela Pires e Thiago Valença, ela assinou o quarto do bebê na última CasaCor Pernambuco. Na mostra, os arquitetos apresentaram uma proposta atemporal, com cores neutras, adequadas a qualquer gênero. A vivacidade ficou presente nos elementos de cores vibrantes, como o berço. “Não significa que o rosa, o azul e os tons pastéis estão errados. Apenas que quanto mais neutro for o ambiente, mais ele vai durar, permitindo que os pais invistam num projeto que acompanhe o crescimento da criança”, explica Renata.

quarto decorado pela Poligonus
Projeto de Renata Paraíso, Manoela Pires e Thiago Valença (Foto: Divulgação)

Além de fofo, o quarto do bebê também deve ser um ambiente funcional, que facilite as tarefas diárias, como banho, troca e amamentação. Sendo assim, alguns elementos são fundamentais, como uma poltrona confortável, uma mesinha de apoio e o trocador.

quarto
Funcionalidade, aconchego e conforto são fundamentais (Foto: Rogério Maranhão)

Outro detalhe importante é estimular o desenvolvimento. Trazer elementos lúdicos e ao alcance das mãos da criança ajuda a explorar o espaço. “Também é possível brincar com a decoração, com prateleiras em formatos diferentes, espaço para as brincadeiras e soluções que, futuramente, sirvam como local para estudo”, reforça a arquiteta.

poltroninha no quarto da criança
Poltrona no projeto da Poligonus (Foto: Divulgação)

 

De mãe para filho

As arquitetas Carolina Oliveira, Marina Torre Lobo e Adriana A. Helú Hawilla, sócias da Triplex Arquitetura, projetaram os quartos de seus filhos. Além de parceiras de profissão e escritório, as profissionais são mães de meninos.

Mãe de primeira viagem, Carolina Oliveira projetou um ambiente agradável para transmitir tranquilidade ao pequeno. A paleta de cores varia entre tons de azul, amarelo, cinza e branco, trazidos dos móveis personalizados como a cama, cômoda e nos detalhes de decoração. A arquiteta priorizou cores e neutras para deixar o ambiente leve e sem exageros.

quarto de bebê
Quarto projetado por Carolina Oliveira para o seu filho (Foto: Divulgação)

Para Marina Torre Lobo, o quarto dos meninos Francisco e José precisava ter uma carinha descolada, de criança pequena. Já para o quarto do Pedro, o bebê, queria algo bem calmo, com referências do mar.

arquiteta projetou quarto dos filhos
O cantinho de Francisco e José (Foto: Divulgação)

A arquiteta Adriana Helú criou para os seus filhos um ambiente prático, seguro, aconchegante e funcional. Com um estilo mais ‘moderninho’. “No quarto do José usei uma paleta de cores que varia do cinza para o azul, e no de Lucas do cinza para o verde”.

quarto de crianças
Quarto do filho José, em tons entre o cinza e o azul (Foto: Divulgação)

Pense com antecedência

Uma dica importante é não decidir às pressas por ser um momento mágico que os pais tanto esperam. Definir as cores, móveis, cortinas e o tipo de iluminação: tudo precisa ser pensado com uma certa antecedência. “Os pais precisam lembrar que o bebê vai crescer e, por isso, é importante planejar onde os brinquedos serão guardados. Além disso, recomendamos que o quarto seja funcional e seguro para que eles possam curtir”, salienta Rafael Sera, da Master House.

quarto do bebê
Quarto criado pela Master House traz cores suaves (Foto: Divulgação)

 

Sete dicas valiosas na hora de decorar o quarto da criança:

  • Escolha cores para a decoração com tons neutros: use tintas atóxicas e com tonalidades neutras, sem expor a criança às cores fortes;
  • Use papel de parede: dê preferência aos que são antialérgicos com as mais variadas estampas;
  • Use uma iluminação indireta e suave: o quarto deve ter boa iluminação natural, mas pode ter uma luz neutra e suave próxima ao trocador;
  • Escolha bichinhos feitos com material antialérgico: prefira os que foram fabricados com material que não vão provocar alergia em seu filho;
  • Escolha o piso ideal: evite carpetes, pois acumulam sujeiras em excesso. Neste caso, a melhor opção é o vinil, porcelanato ou granito, por exemplo;
  • Use persianas: são mais fáceis de limpar e acumulam menos sujeira;
  • Cuidado com as gavetas: use travadores de gavetas, pois a curiosidade do bebê pode provocar acidentes.

Join the discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *