CASACOR Minas Gerais começa na próxima semana

Estar Bernadete Corrêa e Manu Lolato CASACOR Minas Foto Jomar Bragança 897x494 - CASACOR Minas Gerais começa na próxima semana

A CASACOR Minas Gerais está de volta ao casarão histórico que a abrigou no ano passado. Com o tema CASA VIVA, tem como proposta fazer com que o visitante esteja mais próximo da natureza. O objetivo é mostrar como o lar pode ser traduzido em refúgio, lugar especial para celebrar a vida com amigos, familiares e animais de estimação. No total serão 49 ambientes, assinados por 86 profissionais das áreas de arquitetura, design de interiores e paisagismo. Além de explorar essa proximidade com as plantas e animais, nesta edição vários ambientes foram pensados de forma a priorizar o bem-estar dos moradores.

Estar - Bernadete Corrêa e Manu Lolato - CASACOR Minas - Foto Jomar Bragança
A mostra apresentará 49 ambientes, assinados por 86 profissionais das áreas de arquitetura, design de interiores e paisagismo do estado (Foto: Jomar Bragança).

Mas além do tema proposto para 2018, a 24a CASACOR Minas continua investindo na preservação do patrimônio histórico, não apenas pela reabertura do prédio e da ocupação do mesmo, mas também em função da continuidade no processo de recuperação e restauro de uma construção icônica, integrante do conjunto Arquitetônico da Praça da Estação. O casarão, parte do acervo da extinta Rede Ferroviária Federal, a RFFSA, permaneceu fechado por mais de 10 anos e só foi reaberto para a edição passada da mostra, graças à parceria entre CASACOR Minas e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN/MG.

Living e Biblioteca - Patrícia Hermanny - CASACOR Minas - Foto Jomar Bragança
A CASACOR Minas Gerais está de volta ao casarão histórico que a abrigou no ano passado (Foto: Jomar Bragança).

Profissionais

Para este ano, a CASACOR Minas recebe um time formado por grandes escritórios de arquitetura e uma apurada seleção de novos talentos. Ao reconhecimento, entre outros, de nomes consagrados como Ângela Roldão, Bernadete Corrêa, Beth Nejm, Patrícia Hermanny, Isabela Vecci, Fabíola Constantino, Juliana Vasconcelos, Gislene Lopes e do escritório Arquitetos Associados, formado por Alexandre Brasil, André Luiz Prado, Bruno Santa Cecília, Carlos Alberto Maciel e Paula Zasnicoof Cardos, além de expoentes como Alex Rousset, Ana Vaz, Estela Netto, Luis Fábio Rezende, Rodrigo Aguiar, Leonardo Veloso, Rosângela Brandão Mesquita, João Lucas Pontes, Luís Gustavo Vieira, entre outros.

Soma-se ao time uma nova geração de profissionais comprometidos e muito promissores. Entre eles, Manu Lolato, Sarah James, Felipe Cardoso, Felipe Soares, Júnia Bernanos, Eduardo Brandão Mesquita, Pedro Félix, Thiago Bandeira de Mello, Filipe Pederneiras e Júnior Piacesi. Entre os estreantes desta edição, nomes como Paula Freitas, André França e Rute Zocratto, do Studio Simplí. Complementam o time de estreantes na mostra nomes como Alexandre Rousset, Ana Vaz, Geraldo Ferreira, Leonardo Veloso, Rodrigo Castro, Rodrigo Maakaroun, Júlia Dumont e Tina Barbosa, Janaina Naves, Gilza Carvalho, Marcelo Alvarenga e Juliana Figueiró, além das equipes dos escritórios Arquitetos Associados e Estúdio Base.

Bilheteria - Alexandre Rousset e Ana Vaz - CASACOR Minas - Foto Jomar Bragança
Nesta edição vários ambientes foram pensados de forma a priorizar o bem-estar dos moradores (Foto: Jomar Bragança )

Homenagens

Nesta edição, a CASACOR Minas conta com importantes homenagens a três personagens da cidade. O primeiro é o próprio casarão, onde funcionou a sede da Rede Ferroviária. A mostra ainda conta com um ambiente inteiramente construído em homenagem a um dos mais expressivos arquitetos mineiros, com reconhecimento nacional e internacional, Carlos Alexandre Dumont, mais conhecido como Carico.

Outro homenageado nesta edição é o Grupo Galpão. A principal referência utilizada foi a comédia musical “Um Trem Chamado Desejo”, que teve sua estreia oficial em 2000. Para isso, o vagão, peça icônica do casarão, localizado logo na fachada do edifício, e que foi inteiramente restaurado durante a 23a edição da CASACOR Minas, recebeu uma série de elementos e cenografia especial, incluindo peças e objetos que acompanham o grupo durante a sua trajetória nos palcos. São adornos, luminárias, peças de antiguidade, carpete e o figurino original, que aparece exposto em autênticos manequins dos anos 1930. Alinhava a nostálgica cena teatral, o glamour das cortinas em veludo bordô, arrematada por franjas douradas.

A CASACOR pela cidade

A  CASACOR Minas investe também na apresentação de um ambiente dentro do Pátio Savassi, o Home office Sumisura, que poderá ser visitado simultaneamente ao período da mostra. A intenção é permitir ao visitante a experiência de perceber o quanto pode ser prazeroso e confortável trabalhar dentro da própria casa.

 

Serviço:

A Casa Cor Minas Gerais 2018 acontece entre 07 de agosto e 16 de setembro, no Casarão da Rua Sapucaí, localizado na Rua Sapucaí 383, Bairro Floresta, em Minas Gerais/MG.

Join the discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *