Pragana possibilidades arte plural - Arte Plural e a mostra Possibilidades

Arte Plural e a mostra Possibilidades

A exposição coletiva Possibilidades fica em cartaz entre 21 de março e 12 de abril. A mostra apresenta obras de arte em pintura, fotografia e objeto, com a curadoria da jornalista Olívia Mindêlo.

São 35 peças que representam um pequeno panorama da produção artística atual. A mostra não tem um único tema comum a todos. Trafega, como o próprio nome diz, por possibilidades criativas da arte, que ora convergem, ora divergem, pautando-se pela diversidade das questões abordadas e dos suportes utilizados.

Bruno Alheiros Possibilidades arte plural - Arte Plural e a mostra Possibilidades
Obra de Bruno Alheiros (Foto: Divulgação)

“Gosto de repetir uma frase do crítico Mário Pedrosa, que em tempos de crise, é preciso estar com os artistas. São eles que nos livram do perigo da verdade única e nos apontam possíveis aberturas de perspectiva que outras áreas de conhecimento geralmente não nos proporcionam. A exposição é um convite, portanto, aos possíveis olhares da arte, de modo positivo, em torno da realidade e um ponto de reflexão no contexto de hoje. Não apenas a realidade que conhecemos, mas a realidade mais subjetiva, esse campo mais em aberto, deixando as pessoas traçarem os seus caminhos de leituras possíveis”, explica Olívia.

O título da mostra, além de remeter a um poema homônimo da poeta polonesa Wislawa Szymborska, também fala sobre o próprio fazer curatorial, que lida com as possibilidades de escolha em tempos de crise e no contexto de uma galeria de arte.

 

Múltiplos olhares da arte

A maior parte dos trabalhos é bidimensional. A exceção é Dani Acioli, que, conhecida por desenhar mulheres, manifesta suas inquietações feministas, desta vez, em múltiplos feitos para a exposição. Esses objetos traduzem as diferentes formas de dominação e opressão ao sexo feminino. Vaginas em madeira surgem pintadas de vermelho, com desenhos da artista e a inserção de outros elementos, como faca, pregos, arames farpados, corrente, cadeado, geralmente dispostos em forma de santuários/relicários. “É um trabalho que é fruto de um estudo, no qual venho me aprofundando há alguns anos. Trabalho muito com a sexualidade, com o tema da Mulher, com representatividade, empoderamento, apropriação, pudor, castidade, repressão, no sentido de gênero, de erotismo. A origem, Eva, o pecado original, vida. De como foi a formatação dessa significação de macho e fêmea, da nossa condição resiliente, resignada. De onde nos colocam sempre na representação, desde o início da humanidade”, comenta Dani.

Pragana possibilidades arte plural - Arte Plural e a mostra Possibilidades
Arte de Pragana (Foto: Divulgação)

O artista plástico Roberto Lúcio e o coletivo Vacilante trazem interpretações do cenário urbano em pinturas que dialogam com a linguagem do pop, do grafite, da street art. Enquanto isso, os pintores Antônio Mendes, Álvaro Caldas, Bruno Alheiros, David Alfonso, Pragana e Roberto Ploeg exploram entre telas e papéis, cores e preto, as possibilidades da linguagem da arte abstrata e figurativa, por vezes atuando no limiar das duas.

 

Imagens

A fotógrafa Priscilla Buhr apresenta trabalhos das séries Erro 99 e Lento e de um conjunto recente, ainda em processo. São imagens subjetivas que atuam no território do sensível, trabalhando signos da memória, do feminino, da dor, da maternidade, do renascimento, do descaminho, da solidão. Iezu Kaeru também aposta na fotografia conceitual, refazendo paisagens naturais com seu gesto artístico. São variações de uma pesquisa fotográfica que já vem desenvolvendo há um tempo.

Erick Gomes possibilidades arte plural 1024x683 - Arte Plural e a mostra Possibilidades
Erick Gomes também participa da mostra (Foto: Divulgação)

Já Erick Gomes e Leandro Pereira trabalham a fotografia sob um viés mais crítico. O primeiro, por meio de um trabalho documental que é parte de seu envolvimento em movimentos sociais de luta por acesso à terra no contexto urbano e rural, abordando tanto a memória do Ocupe Estelita, quanto as manifestações indígenas pelo direito de existir (no caso, em Brasília). “O eixo que conecta esses trabalhos é o direito e acesso à terra, seja urbana ou rural. Só em Recife, o déficit habitacional é em torno de 70 mil moradias (dados de 2017), ou seja, pensando numa formação familiar de 4 pessoas estamos falando em 280 mil pessoas”, explica o artista.

Já Leandro Pereira coloca em perspectiva a paisagem urbana através de uma poética que experimenta reinserir edifícios através do recorte de imagens e dos recursos da fotografia digital.

 

Arte Plural Galeria

Comprometida em levar cultura ao público, a Arte Plural Galeria é um espaço múltiplo. Instalada no histórico bairro do Recife Antigo desde 2005, já realizou mais de 60 exposições e é reconhecida por incentivar no cenário cultural Pernambuco, a arte em todas as suas formas.

 

Artistas

  • Antônio Mendes
  • Álvaro Caldas
  • Bruno Alheiros
  • Roberto Ploeg
  • David Alfonso
  • Roberto Lúcio
  • Pragana

Coletivo Vacilante (todas pinturas):

  • Erick Gomes
  • Iezu Kaeru
  • Leandro Pereira
  • Pri Buhr (fotografia)
  • e Dani Acioli

 

Exposição “Possibilidades”, com curadoria de Olívia Mindêlo

Aberto ao público de 21 de março a 12 maio | Entrada franca

Local: Arte Plural Galeria – Rua da Moeda, 140, Bairro do Recife – Recife/ PE

Informações: (81) 3424.4431

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.