20180609 Arte Aborígene @joão Pedro 5598 - A arte aborígene na arquitetura de interiores

A arte aborígene na arquitetura de interiores

Equilíbrio e harmonia. Duas palavras que regem uma boa composição na arquitetura de interiores. É o que acredita a arquiteta Luciana Neves. E foram esses dois eixos que serviram de base ao ensaio com arte aborígene, num apartamento em Boa Viagem – onde o contemporâneo, o clássico e o popular deram o tom certo para que o bom gosto e o talento de Luciana e da sua sócia, Adriana Porto, pudessem passar.

20180609 Arte Aborígene @joão Pedro 5598 1 - A arte aborígene na arquitetura de interiores
Equilíbrio e harmonia na composição com arte aborígene (Foto: João Pedro/Revista SIM!)

 

“Tudo convive harmonicamente. A questão é equilibrar cor, textura e estilo. E as peças que escolhemos fazem parte de uma coleção lindíssima, em exposição inédita no Recife. Abrimos a casa por acreditarmos muito no excelente resultado que teríamos”, diz Luciana.

20180609 Arte Aborígene @joão Pedro 5618 - A arte aborígene na arquitetura de interiores
Narrativa das telas compõem a narrativa do ensaio (Foto: João Pedro/Revista SIM!)

 

Há na arte aborígene – segundo Clay D’Paula, curador brasileiro da exposição “Tempo dos Sonhos: Arte Aborígene Contemporânea da Austrália”, citada pela arquiteta – uma narrativa dos elementos usados para a concepção das telas. E essa narrativa vai costurando histórias, símbolos, traços marcantes da cultura e dos povos que se juntam e formam o povo aborígene. “É a arte mais antiga do planeta. Temos que fugir do pensamento de que a arte é uma invenção europeia. A arte aborígene é muito pura e genuína. Não é abstração. É pura narrativa, passada há mais de 60 mil anos, de geração a geração”, explica.

20180609 Arte Aborígene @joão Pedro 5578 - A arte aborígene na arquitetura de interiores
Telas fazem parte da exposição em cartaz na Caixa Cultural do Recife (Foto: João Pedro/Revista SIM!)

A narrativa das cinco peças escolhidas entre as 40 que estão expostas na Caixa Cultural até o dia 5 de agosto deram o mote para que as arquitetas criassem a narrativa do ensaio. Assim, elementos trazidos de viagens pelos quatro cantos do Brasil e do mundo somaram-se com maestria. As telas dos aborígenes australianos uniram-se ao branco das paredes, ao verde estonteante do mar de Boa Viagem, à passagem de luminosidade pelos janelões e varandas, ao amarelo de peças do arquiteto Wandenkolk Tinoco, obras de Augusto Ferrer e ao acervo familiar de Luciana Neves. Tudo como ela e sua sócia, Adriana, já haviam adiantado.

20180609 Arte Aborígene @joão Pedro 5607 - A arte aborígene na arquitetura de interiores
Peças da arte aborígene ganham mais destaque pela luminosidade do apartamento (Foto: João Pedro/Revista SIM!)

“Mesmo que você tenha elementos mais clássicos, familiares, o contraste é fundamental. Ele que traz o equilíbrio. Quem fez essa revolução foi Janete Costa”, ressalta Adriana.

 

A força da arte aborígene

A estética desenvolvida pelos artistas aborígenes lembra o minimalismo e o expressionismo, segundo Clay D’Paula. No entanto, as obras criadas por eles trazem uma linguagem visual única e de verdades eternas – lembrando que os artistas indígenas da Austrália, na sua grande maioria, não tiveram contato algum com a arte europeia.

20180609 Arte Aborígene @joão Pedro 5631 - A arte aborígene na arquitetura de interiores
Luciana Neves, Adriana Porto, Clay D’Paula (Foto: João Pedro/Revista SIM!)

“A arte não é uma invenção dos europeus. Toda cultura tem a sua própria e singular forma de expressão: seja na música, na dança ou na pintura. Não existe diferença entre uma obra de arte criada no deserto e na cidade. Elas devem ser apreciadas e reconhecidas da mesma forma. Esta exposição vem descortinar tais pré-conceitos, reconhecendo as obras criadas pelos artistas indígenas de todo o mundo. A arte aborígene, por exemplo, não é uma cópia, nem uma réplica. Mas uma linguagem visual inovadora e revolucionária”, afirma.

 

Leia também:

O Tempo dos Sonhos: Arte Aborígene na Caixa Cultural

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
7 Oficina Francisco Brennand Marcio Jose Bastos Silva 390x390 - A arte aborígene na arquitetura de interiores
Oficina Brennand: conheça o lugar mágico criado por Francisco Brennand