unnamed 41 1 - Dobradura de papel vira elemento de controle solar em SC

Dobradura de papel vira elemento de controle solar em SC

Alunos e professores do Laboratório de Conforto Ambiental (Laca) do curso de Arquitetura e Urbanismo do Campus da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), em Florianópolis, desenvolveram uma solução criativa, bonita, barata, de fácil aplicação e que pode ser copiada rapidamente, para um problema enfrentado por eles mesmos. Trata-se de quebra-sóis, conhecidos como brise-soleil, feitos a partir de dobraduras de papel.

unnamed 37 - Dobradura de papel vira elemento de controle solar em SC
Quebra-sóis foram projetados pelos alunos da Univali (Foto: Divulgação)

Normalmente esse tipo de dispositivo arquitetônico, que é utilizado para impedir a incidência direta de radiação solar nos interiores de edifícios, integram as fachadas das edificações. Na solução desenvolvida por Rafael Prado Cartana, professor Dr. e coordenador do Laca/Univali, e aplicada pelo grupo de alunos do laboratório, folhas de papel A3 foram dobradas no formato de um deltoide com lados iguais ou, simplesmente, como uma pipa vista de frente.

unnamed 38 - Dobradura de papel vira elemento de controle solar em SC
Folhas de papel A3 foram dobradas no formato de um deltoide com lados iguais (Foto: Divulgação)

A peça é, no entanto, tridimensional, com uma área vazia no meio. Ela é completada por duas abas que se ligam no verso. É essa parte que vai presa por adesivo, até por conta da natureza do material, na parte interna dos vidros dos ambientes que se quer proteger. A dobradura é relativamente simples. Basta seguir os seguintes passos:

unnamed 39 - Dobradura de papel vira elemento de controle solar em SC
Passo a passo facilita para quem quiser experimentar a criação catarinense (Foto: Divulgação)

Para chegar ao resultado no laboratório exigiu-se o trabalho de uma grande equipe. São usadas aproximadamente 25 dobraduras por metro, dependendo da disposição.

unnamed 40 - Dobradura de papel vira elemento de controle solar em SC
Efeitos positivos trazidos pelos quebra-sóis (Foto: Divulgação)

Como a área é voltada para o lado Oeste, nas tardes de verão o Sol bate diretamente na sala do laboratório. Assim, por meio de modelagens e simulações computacionais o grupo calculou qual o efeito da aplicação dos modelos na janela do espaço. Além disso, foram realizadas medições de transmissão luminosa em um protótipo, antes da instalação definitiva dos brises propostos garantindo, assim, o bom desempenho da solução, combinando métodos analógicos e digitais no processo de projeto.

Cartana conta que com a redução da entrada do Sol, diminuiu-se, também, a necessidade de uso do ar-condicionado, garantindo o apelo ecológico da iniciativa: ” Os elementos de controle solar, quando corretamente aplicados, podem contribuir significativamente com o conforto e a eficiência energética dos ambientes. No teste realizado no laboratório, o benefício foi além do conforto visual. Como o material utilizado garante a permeabilidade solar com um sombreamento translucido, adequamos a iluminação e melhoramos o desempenho térmico da sala nos horários da tarde”, resume.

unnamed 41 - Dobradura de papel vira elemento de controle solar em SC
Material utilizado garante a permeabilidade solar com um sombreamento translucido (Foto: Divulgação)

O processo de criação, montagem e o resultado do brise podem ser conferidos no vídeo abaixo:

Rafael Prado Cartana

Professor responsável pelo Laboratório de Conforto Ambiental (Laca) do curso de Arquitetura e Urbanismo da Univali em Florianópolis

Fone.: (48) 3332-2503/98409-1614

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
revistaSIM Cidades Esponjas Destaque Credito Turenscape Divulgacao 390x390 - Dobradura de papel vira elemento de controle solar em SC
Você já ouviu falar em Cidades-esponja?