shutterstock 748864261 ESstock - Dia Mundial do Meio Ambiente: atitudes sustentáveis

Dia Mundial do Meio Ambiente: atitudes sustentáveis

Partindo da necessidade de conscientização sobre o modo de viver, o dia 5 de junho é marcado como o Dia Mundial do Meio Ambiente. Em 1972, durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, em Estocolmo, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu a data, que tem como objetivo principal chamar a atenção de todas as esferas da população para os problemas ambientais e para a importância da preservação dos recursos naturais.

 

shutterstock 748864261 ESstock - Dia Mundial do Meio Ambiente: atitudes sustentáveis
Verde e sustentabilidade são pontos lembrados em projetos (Foto: Divulgação)

 

Entretanto, para que ocorram mudanças significativas, é necessário ter atitudes sustentáveis todos os dias do ano. Preocupadas com o excesso e com a degradação ambiental – ressaltando a importância de manter boas práticas constantes e não apenas no Dia Mundial do Meio Ambiente – as principais empresas do setor de decoração, promovem mudanças no modo de ver, tratar e produzir, com a finalidade de exercer um consumo consciente.

Cases para o Dia Mundial do Meio Ambiente:

By Kamy: investimento e consentimento

A By Kamy contratou uma empresa de consultoria ambiental focada no desenvolvimento de projetos e serviços ligados ao melhor aproveitamento econômico e à preservação ambiental. Assim, passou a enfatizar suas práticas de reciclagem, doação, uso consciente de produtos e matérias-primas, além do aperfeiçoamento de peças em parceria com ONGs para o reaproveitamento de materiais.
Também, algumas atitudes fazem parte do dia a dia da marca: separação do lixo para reciclagem, reuso da água, aplicação em todas as áreas do galpão e dos showrooms de um piso especial para melhor drenagem da água e incentivo ao consumo de produtos elaborados com matérias-primas naturais.

5. By Kamy Tapete Hali Berekat Jeans - Dia Mundial do Meio Ambiente: atitudes sustentáveis
Tapete Hali Berekat Jeans (Foto: Divulgação)

 

Eucatex: madeira no piso e no reaproveitamento

A Eucatex possui o selo FSC – Forest Stewardship Council® (Conselho de Manejo Florestal) em todos os seus produtos provenientes de madeira, atestando, assim, a responsabilidade da origem do material que utiliza em seus processos.  Além disso, a empresa investe no Programa de Reciclagem Eucatex, que tem o objetivo de reaproveitar os resíduos de madeira, reduzindo a poluição e gerando energia, por meio da utilização de biomassa. Também, parte da madeira que seria descartada é utilizada em reformas ou na troca de móveis.

 

Eucatex Piso Laminado Evidence Kalahari Rodapé Acqua R3 105 mm com friso - Dia Mundial do Meio Ambiente: atitudes sustentáveis
Destaque ao piso vinílico nesse projeto (Foto: Divulgação)

 

FK Grupo: menos buracos na camada de ozônio

O FK Grupo foi a primeira empresa do setor a buscar a eliminação total de CFC (Clorofluorcarboneto) na produção de espuma, além de cumprir normas para gerar produtos sustentáveis e de menor impacto ambiental em relação aos seus similares. A colaboração em ações como o Programa da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) evidencia o papel de destaque do grupo no cenário ecológico global.
A empresa conta com um Programa de Controle de Qualidade composto por sofisticados laboratórios, que analisam desde a matéria-prima até o produto final, através de testes que comprovam o alto nível de resistência, durabilidade e segurança dos produtos, reduzindo, assim, o consumo. Sua matriz energética é baseada em meios de geração de energia renováveis, como a solar, hidrelétrica, biogás, PCH e geração de energia a partir de aterros sanitários. Mais um bom exemplo, nesse Dia Mundial do Meio Ambiente.

 

shutterstock 371781052 Jodie Johnson - Dia Mundial do Meio Ambiente: atitudes sustentáveis
Projetos buscam valorizar a geração de energia renováveis (Foto: Divulgação)

 

Futon Company: aproveitar e reaproveitar

A Futon Company investe em diferentes frentes de sustentabilidade, como na produção nacional baseada na qualidade e longevidade, por meio do uso de materiais naturais, reciclados ou de origem controlada; utilização de matéria-prima sustentável local, tendo como consequência imediata a redução da pegada de carbono; e hiperextensão da vida útil de cada produto, garantindo a desaceleração da compra.
Além disso, seus produtos não somente são recicláveis, como também produzidos com tecidos reciclados. Os ateliês de produção não usam água e o lixo é limpo, com reciclagem sistemática dos resíduos. A sobra das espumas bio dos futons é picotada para compor o enchimento dos pufes. O algodão que sobra é reprocessado em mantas. Os retalhos de tecidos, quando não reciclados internamente, vão para ONGs.

Captura de Tela 2018 06 05 às 11.54.07 - Dia Mundial do Meio Ambiente: atitudes sustentáveis
Futon produzido com materiais naturais, reciclados ou de origem controlada (Foto: Divulgação)

Grupo Eliane: prudência antes e depois 

Os cuidados com o meio ambiente começam ainda antes de iniciar o processo de produção nas fábricas do Grupo Eliane: em busca do menor impacto ambiental possível causado pela mineração, responsável por 50% das matérias-primas utilizadas na fabricação de cerâmica, a marca investe em um constante aperfeiçoamento das técnicas de lavra e recuperação das áreas degradadas, a fim de destiná-las a novas atividades, como pastagem, agricultura, reflorestamento e habitação. Todas as fábricas prezam a proteção dos recursos hídricos. Exemplo disso é a construção de um sistema para tratamento de efluentes em Criciúma, um projeto para fechamento do circuito de resíduos em Cocal do Sul, que garante o tratamento e reaproveitamento de 100% dos rejeitos e a Estação de Tratamento de Efluentes na Bahia. Além disso, em sua sede, a água da chuva é captada, tratada e utilizada pela empresa. Os resíduos sólidos gerados pelas atividades da empresa são separados para posterior reaproveitamento, reciclagem ou destinação adequada. Exemplo que merece ser ressaltado e seguido, neste Dia Mundial do Meio Ambiente.

 

1. Eliane Revestimentos Nanotecnologia Cleantec Alex Hanazaki CASACOR SP 2016 - Dia Mundial do Meio Ambiente: atitudes sustentáveis
Eliane investe em técnicas de lavra e recuperação das áreas degradadas Foto: Divulgação)

 

Monica Cintra: esculpindo a natureza

O trabalho de Monica começa no próprio campo, retirando de pastos e florestas madeiras em processo de envelhecimento e árvores tombadas encontradas em matas, no fundo de rios ou trazidas pelo mar. Além de incentivar e propagar a sustentabilidade, o processo de reaproveitamento da madeira aproxima a designer da população local, especialmente onde ainda as queimadas fazem parte da cultura.
Outra opção de resgate é o manejo sustentável, que são madeiras comercializadas com autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA) através do Documento de Origem Florestal (DOF), um sistema eletrônico de controle do governo federal. Depois de selecionadas, as madeiras, ainda na sua forma bruta e com resquícios da mata de onde foi recolhida, como micro-organismos e efeitos de queimadas, seguem para o local de tratamento. Lá, a madeira passa por uma limpeza cuidadosa e descupinização, que dura cerca de oito a nove meses, quando fica sob sol e chuva, sofrendo uma acidificação para os poros ficarem mais abertos.

9. Monica Cintra Champanheira - Dia Mundial do Meio Ambiente: atitudes sustentáveis
Árvores tombadas são reaproveitadas (Foto: Divulgação)

 

Santa Luzia: materiais de construção reciclados e recicláveis

O que para muitos é lixo e sem utilidade para Santa Luzia é matéria-prima. A marca em meados de 2002 desenvolveu um processo que culminou na substituição de cerca de 98% da madeira utilizada na fábrica. Por meio da reciclagem do EPS (Poliestireno Expandido), popularmente conhecido como Isopor®, a empresa revolucionou sua produção.
O ciclo do bem se inicia com a coleta do material, que é enviado por cooperativas de reciclagem onde é feita a triagem. O EPS é compactado em uma máquina que retira todo ar do produto, que equivale a 98% do volume do produto. Isso, traz viabilidade econômica tanto na captação quanto no transporte.  A partir dessa compactação, que transforma o EPS em matéria-prima novamente, a empresa produz perfis, molduras, revestimentos de pisos e paredes, com foco em alto padrão de qualidade, durabilidade, e na minimização de impactos no meio ambiente. A Santa Luzia dá o destino correto para cerca de 10% dos Poliestireno e Poliuretano produzido no Brasil.

Captura de Tela 2018 06 05 às 11.56.07 - Dia Mundial do Meio Ambiente: atitudes sustentáveis
Revestimentos de pisos e paredes, com baixo impacto no meio ambiente (Foto: Divulgação)

 

Tarkett: economia circular na construção civil

A Tarkett, principal fabricante de pisos vinílicos no mundo, acredita que o desenvolvimento sustentável não é uma obrigação apenas, mas uma oportunidade que abre novas perspectivas. Por isso a empresa integrou o desenvolvimento sustentável em todas as suas ações e também na sua abordagem aos diferentes públicos, ambicionando ser o líder global em soluções inovadoras que gerem valor para os clientes de forma sustentável.
Única fábrica de pisos vinílicos no Brasil, a Tarkett tem capacidade de tratar mais de 90 toneladas/mês de sucatas e aparas recicladas para reutilização na produção de pisos vinílicos no país. A iniciativa impulsionou o uso de materiais reciclados de vários setores (blisters de medicamentos, aparas de SIM cards de celulares), evitando que 960 toneladas de resíduos por ano fossem para aterros.

 

shutterstock 595655690 Photographee - Dia Mundial do Meio Ambiente: atitudes sustentáveis
Desenvolvimento sustentável abre novas perspectivas (Foto: Divulgação)

 

 

Guararapes: produção de matérias-primas

A Guararapes utiliza em seu processo produtivo pinus de reflorestamento. Os resíduos da madeira utilizada no processo de fabricação do compensado se tornam matéria-prima na produção do MDF, o que resulta em qualidade e sustentabilidade. A marca possui, também, certificação FSC – Forest Stewardship Council® (Conselho de Manejo Florestal). Além disso, se responsabiliza pelo tratamento de toda a água utilizada em seus processos produtivos, que é devolvida ao meio ambiente em condições superiores à captação e em total conformidade com o exigido pelos órgãos de proteção ambiental. Esse tratamento da água é um dos pontos mais frequentes em discussão, no dia a dia e em datas importantes, como o Dia Mundial do Meio Ambiente, quando são pensadas e compartilhadas novos meios de produção e respeito aos recursos naturais.

Produtos sustentáveis para decorar:

1. Nanotecnologia Cleantec, da Eliane Revestimentos: Quando aplicado sobre os revestimentos cerâmicos para fachadas, o produto – imperceptível aos olhos – realiza uma ação similar à fotossíntese. Em uma casa com fachada de 150m², o Cleantec é capaz de purificar o ar equivalente a três quadras e meia de tênis de área verde.

2. Cadeira de Escritório Grid, da F.Way: O assento da peça é composto por espuma moldada em poliuretano de alta densidade, com a ausência de CFC, o clorofluorcarboneto. O composto é nocivo à Camada de Ozônio que protege a Terra dos raios UV, responsáveis por causar graves problemas de saúde, como o câncer de pele.

3. Rodapé Oxi Ouro Rosé, da Santa Luzia: Fabricado em poliestireno reciclado, o produto pode ser reaproveitado em sua totalidade após sua vida útil. No Brasil, 34,5 mil toneladas de poliestireno expandido (EPS) são recicladas anualmente, representando 34,5% de todo o material produzido.

4. Futon Diams, da Futon Company: O produto é revestido em Ecolona®, material composto de matéria-prima reciclada, 70% proveniente dos resíduos de tecidos de algodão limpos da indústria e os outros 30% são de garrafas PET recicladas.

Infográfico - Dia Mundial do Meio Ambiente: atitudes sustentáveis

5. Tapete Hali Berekat Jeans, da By Kamy: A peça é produzida com retalhos descartados de jeans alinhados entre si. O Brasil é o maior produtor de denim do mundo, com 25 milhões de metros fabricados por mês.

6. Piso Vinílico Paviflex Natural, da Tarkett: O revestimento é produzido com matéria-prima à base de óleo de soja, em vez do material plástico vinil comumente utilizado nesse tipo de produto. Por ano, são fabricados 180 milhões de toneladas de plástico petroquímico no mundo.

7. Sofá Linha C123, assinado pelo Estúdio Ninho para a Carbono: A peça é revestida por tecido EcoSimple, que tem em sua composição fios reciclados com matérias-primas renováveis, como garrafa PET. A cada metro de tecido produzido é retirado do meio ambiente 8 garrafas PET e 480g de resíduo têxtil.

8. Painel em MDF Dual Syncro Savana, da Guararapes: O revestimento é fabricado a partir dos resíduos (conhecido como cavaco limpo) da produção de compensado, também fabricado pela empresa. Estima-se que apenas 12,4% da cobertura florestal original da Mata Atlântica ainda estejam preservadas no Brasil. Número de importante reflexão no Dia Mundial do Meio Ambiente.

9. Champanheira, da Monica Cintra: Esculpida em madeira maciça Muiracatiara despigmentada, a peça é proveniente de uma árvore que estava com uma anomalia que foi retirada. Esse processo evitou que o problema se espalhasse por todo o tronco, eliminando a necessidade da derrubada e seus resíduos transformados em uma peça de decoração.

10. Cadeira de trabalho Celle, da Herman Miller para a Novo Ambiente: Assinada por Jerome Caruso, a cadeira é fabricada com 64% de aço, 35% de plástico e 1% de tecido, sendo que 1/3 dos materiais são reciclados. Após atingir sua vida útil, a peça proporciona uma reciclagem de quase 99%.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
Organizar apartamento pequeno
Organização de apartamento pequeno: veja 5 dicas que irão te salvar